F

04 julho 2017

Resenha | O Segredo de Heap House

Título: O Segredo de Heap House
Autor: Edward Carey
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 384
Gênero: Fantasia
Ano: 2017
Skoob

(Cortesia da editora)

Sinopse: Um livro espetacularmente esquisito, cheio de magia, humor astuto e personagens melancólicos e bizarros. Clod é um Iremonger. Ele vive nos Cúmulos, um vasto mar de itens perdidos e descartados coletados em Londres. No centro dos Cúmulos está Heap House, um quebra-cabeça de casas, castelos, cômodos e mistérios recuperados da cidade e transformados em um labirinto vivo de escadas e criaturas rastejantes. Uma tempestade está se formando sobre Heap House. Os Iremonger estão inquietos, e os objetos falantes estão gritando cada vez mais alto. Os segredos que mantêm a casa em pé começam a vir à tona para revelar uma verdade sombria capaz de destruir o mundo de Clod. Tudo, porém, começa a mudar quando ele encontra Lucy Pennant, uma órfã rebelde recém-chegada da cidade.



O Segredo de Heap House, publicado pela Bertrand Brasil é o primeiro livro da trilogia Crônicas da Família Iremonger, de Edward Carey. Procurando sair um pouco da minha zona de conforto, fiquei curiosa para ler esse livro para lá de esquisito. Ainda mais depois de ler na capa que poderia lembrar de alguma forma as histórias de Charles Dickens.

Clod é um membro puro sangue da família Iremonger, que mora em Heap House, uma casa enorme construída com restos de outras casas e objetos. Heap House fica em um amontoado infinito de cúmulos, objetos perdidos e descartados - em outras palavras, um verdadeiro lixão. A casa é um verdadeiro labirinto de escadas, salas e pessoas esquisitas. Todos os membros da família Iremonger recebem ao nascer um objeto que devem carregar a vida toda, nutrindo por eles uma adoração estranha. O objeto de nascença de Clod é um tampão de banheira universal (perceba a esquisitice). A estabilidade do clima na casa e na vida de Clod começam a mudar quando os segredos de Heap House vêm à tona, e uma órfã rebelde, chamada Lucy Pennant, chega para trabalhar na casa.


A narrativa é alternada principalmente entre Clod e Lucy.  A escrita de Carey é bem gostosa e fluída. Os primeiros capítulos podem até demorar um pouco para engrenar, pois é preciso entender um pouco do universo da casa para começar a entrar no clima da história. Confesso que me afeiçoei mais a narrativa de Lucy no início, pelo fato dela parecer a mais normal entre os personagens - o que me ajudou a me situar na história. Depois que os protagonistas me cativaram, já era, só desejava avançar cada vez mais as páginas.

Heap House é tão envolta em magia, que chega a ser cômico algumas situações. Para começar quem tem uma caixa de fósforo ou uma lareira de mármore como objeto de nascença? E quem é que escuta os objetos falarem? É claro, faz parte do universo fantasioso criado por Carey, mas também rende alguns momentos divertidos. E é justamente o elemento principal do livro, toda essa mistura do cômico com o bizarro, que torna o livro tão interessante e envolvente.


O desfecho nos deixa com um gostinho de quero mais e ansiosos para ler logo o segundo volume. Nos primeiros capítulos eu pensei: "Esse livro não é para mim", e acabei surpreendida e cativada pelos personagens. Não quero falar mais para não estragar a magia da leitura, mas acreditem, temos ainda uma pitadinha bem pequena de romance, que nos instiga a ler a continuação.

"O fantasma de um menino feio e de rosto abatido. Eu tinha certeza de que ele havia aparecido para me assombrar. Lá estava ele, parado no umbral da porta, um menino horrível com os cabelos repartidos no meio e olheiras fundas, uma boca muito larga e uma cabeça que parecia um pouco grande demais para seus ombros." (p. 125)

O segredo de Heap House é um misto de magia, bizarrice das grandes e personagens, que apesar de toda esquisitice, irá nos cativar por completo. E as ilustrações! A cada início de capítulo ainda temos a ilustração de algum personagem, para aguçar ainda mais nossa imaginação e admirar o talento de Carey. Simplesmente adorei!

Compare e compre: Buscapé





16 comentários:

  1. Oiii Leticia tudo bm?
    Que resenha maravilhosa menina, eu fiquei perdidamente apaixonada principalmente pela capa e a história então abordada, sua resenha ficou ótima e sei que seria uma ótima pedida, é um dos gêneros que mais aprecio e gosto de ler.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Realmente as ilustrações me ganharam! Achei lindas!
    Bizarrices e coisas estranhas são comigo mesmo! Embora não curta muito fantasia, esse livro me deixou mega curiosa.
    Adorei a resenha e a indicação do livro!
    beijinhos!!

    #Ana Souza
    https://literakaos.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  3. É a segunda resenha que vejo desse livro e o que posso dizer? Amei! Só a capa já me conquista, mas com a tua resenha não tenho mais dúvida nenhuma de que preciso ler essa história. bjos

    ResponderExcluir
  4. Achei a capa uma graça e nem sabia que a arte gráfica também era caprichada no interior do livro. Amei a resenha e as fotos que você postou, ficaram lindas.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi Leticia!
    Vi esse livro e fiquei intriga com a sinopse e com a capa, mas acabei não pegando.
    Pela resenha parece mesmo um livro um tanto divertido pelas coisas bizarras. rsrs..
    Depois darei uma chance a esse enredo.
    Obrigada pela dica!
    Beijão!
    http://lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  6. Eu olho pra este livro e penso em filme do Tim Burton. Tiveram muito cuidado com ele, as imagens ajudam a gente a embarcar na história e que bom que você gostou. Obrigada por compartilhar conosco suas impressões! Abraços!

    ResponderExcluir
  7. Oie, tudo bem?! Nossa não conhecia a obra e já me interessei! Pelas ilustrações e pelo tema diferente me lembro a série do Orfanato da Senhorita Peregrine. Acho que a Bizarrice foi o que mais me fez recordar!
    Adorei a dica!
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. OI, Letícia!
    De arrepiar esse livro... rsrsrsrs... Super interessante e vai ser difícil eu resistir muito tempo sem ler esse livro. Sua resenha aguçou mais ainda a curiosidade e eu gosto de histórias de fantasmas e de mistérios. A cara do homem da capa já me deixaria intrigada... hahahahaha... Obrigada pela dica! Abração,
    Drica.

    ResponderExcluir
  9. Oi!
    Não conhecia a obra e ela parece ser bem fascinante mesmo, ao ponto de você mudar totalmente de opinião ao término da leitura haha

    Não faz muito meu estilo mas a capa e a ilustração que você colocou em uma das imagens me fez lembrar dos filmes do Tim Burton, será que rola filme? Hehe

    Beijos
    www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Não senti vontade de ler o livro, apesar de muitos leitores gostarem de livros assim, mas não me atrai! Mas achei bem caprichadas as imagens dos livros, e isso ficou legal!

    Abraços
    Dicas Literárias

    ResponderExcluir
  11. Ando vendo bastanteresenhas dessa obra por aí, e cada vez fico mais curiosa para conhecer a obra.
    Foi bem legal saber um pouco mais através de desu olhos nessa resenha.
    O livro é lindo!!!
    Dica mais que anotada!!

    beijinhos!!

    #Ana Souza
    https://literakaos.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  12. Leticia que surpresa, eu não conhecia esse livro. E assim como vc mesma citou me pareceu um livro esquisito, mas que atrai quem curti magia com personagens e cenários exóticos.
    Gostei de saber que mesmo no início vc achando que não era 'um livro pra você' persistiu e acabou se surpreendendo. Interessante esse mix entre cômico e bizarro.
    E por fim ... Na minha opinião se a escrita for gostosa e fluida qualquer enredo acaba conquistando o leitor.
    Enfim parabéns pela leitura e valeu por compartilhar sua opinião conosco. Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  13. Oii Leticia, tudo bem? Que bom que gostou da leitura. Realmente os primeiros são um tanto descritivos e mais lentos, mas depois a leitura engrena que é uma beleza, não é? Também fui cativada pelos personagens e por todo esse universo que o autor criou. Quero muuuito ler o segundo!

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Olá tudo bem?
    Adorei o fato de o livro ter ilustrações, já me conquistaram por isso. Também adoro livros que contenham coisas estranhas. Esse livro parece ter uma leitura fluida e bem envolvente, adoraria ler em alguma oportunidade.

    beijinhos!

    ResponderExcluir
  15. Oi Letícia.

    Adorei sua resenha! Eu fiquei com muita vontade de conhecer esse livro, pois sua opinião deixou a edição bastante interessante. Eu já compraria o livro pela capa e pelas imagens que você mostrou que contém no livro. Dica anotada, eu quero esse livro lindo para na minha estante.

    Bjos

    ResponderExcluir
  16. Ola Le lindona, confesso que ficou curiosa com essa casa repleta de magia, vou deixar a dica anotada para também sair de minha zona de conforto e conhecer o livro. Gostei de saber que depois de conhecer a casa a leitura fluiu bem. beijos

    Joyce
    Livros Encantos

    ResponderExcluir

Seja bem-vindo ao meu blog.
Sua opinião é muito importante, mas se lembre que respeito é bom e eu gosto!
Seguiu? Deixa o link que eu sigo de volta. E também retribuo os comentários.

Obrigada por vir até meu cantinho!