F

14 abril 2017

Resenha | Teoria do amor

Título: Teoria do amor
Autora: Halice Frs
Editora: Ler Editorial
Gênero: Chick-lit/Romance
Páginas: 368
Ano: 2016
Skoob

(Cortesia da editora)

Sinopse: Será possível que duas pessoas de temperamentos e convicções tão opostas, cedam aos impulsos do coração? Alex é cético quanto ao amor. Não entende como alguém pode se tornar afetivamente dependente de outra pessoa. Aos 39 anos, é um solteiro convicto. Por uma necessidade ocasional, vive recluso em uma casa afastada da civilização, onde não há eletricidade, água encanada, meios de comunicação nem veículos. Maya é uma leitora aficionada e uma romântica incurável. Não consegue imaginar a vida sem amor, mesmo que seja um amor platônico. Aos 26 anos decide investir em um relacionamento e aceita passar as férias na companhia de William, por quem é secretamente apaixonada. O que ela não contava era que ele se envolvesse com uma desconhecida na primeira oportunidade. E por obra do destino, os caminhos de Alex e Maya se cruzam, obrigando-os a conviver sob o mesmo teto por três dias, em uma inusitada relação, que forçará ambos a lidar com as diferenças um do outro. Mas essa tarefa não será nada fácil, uma vez que o convívio entre eles se assemelha ao de cães e gatos.



Halice Frs é uma autora conhecia entre os blogueiros, mas essa é a primeira obra que leio da mesma. Teoria do amor, publicada pela Ler Editorial tem uma ótima premissa e adorei a leitura. Vem conhecer a história doida de amor de Maya e Alex.

Maya é uma romântica incurável e vive se apaixonando. Seu amor platônico da vez é William, seu amigo com quem decide passar as férias em outra cidade. O problema é que ele tem outras conquistas em mente e acaba decepcionando Maya. Alex, por sua vez, é o oposto. Mais velho, independente e grosseiro... e ah! Não acredita no amor! Os caminhos dos dois acabam se cruzando e dá para imaginar que eles não se darão bem desde o início, ainda mais que terão que conviver por três dias em uma cabana afastada da cidade. Poderia Maya viver outro amor platônico? E Alex, qual seria sua teoria sobre o amor dessa vez, após esse encontro explosivo com nossa protagonista? 


A autora usa e abusa da imaginação e de uma escrita super envolvente para nos aproximar dos personagens. A narrativa é fluída, rica em diálogos e levemente divertida. Maya é uma personagem fácil de gostar, pois aos 26 anos é uma tonta sonhadora. Alex já fica um pouco difícil gostar no início. Como Maya mesmo o apelidou, ele é um tremendo ogro (coitado do Shrek, é até mais gentil!). É inevitável que a convivência entre duas pessoas tão opostas termine em interesse. Mesmo com esse interesse demonstrado por Alex, desconfiei que alguma ele ia aprontar. Dito e feito! O que ele fez dificilmente eu perdoaria! Coitada da Maya! Mas depois desse acontecimento teremos ainda muitas páginas para, quem sabe, mudar nossa opinião sobre Alex. E eu consegui me simpatizar com ele ao longo do livro, mesmo que não completamente. O jeito de Alex pode incomodar as leitoras e muito! Acho que ele deveria ter sofrido mais pelo que fez!

O livro mereceu minhas quatro estrelas por esses motivos, e só perdeu uma por conta da autora ter acrescentado quase cem páginas após o "desfecho", que acredito não enriqueceu a obra em nada. Porém, isso é algo que varia a opinião de leitor para leitor. Outra coisa que não gostei muito foi o fato de ter mais cenas hots do que diversão. Para um chick-lit, pelo menos na minha visão, esperava encontrar mais cenas divertidas que sensuais. Apesar disso, o livro consegue agradar quem gosta do gênero e nos deixar na torcida para o amadurecimento dos personagens. 


A capa é algo que me agradou desde o início e o título combina perfeitamente com a história. O livro é dividido em quatro partes, sendo que as duas primeiras se dividem entre a narrativa de Maya e Alex, o que adorei, pois assim temos a visão do mocinho (é nesse momento que nosso sentimento por ele entra em conflito rs). A diagramação como um todo está ótima e adorei as ilustrações que dividem as partes.

"Maya não sabia como era possível, mas desejava aquele homem. E o odiava na mesma proporção." (p. 67)

Em linhas gerais, Teoria do amor é um chick-lit levemente divertido, com uma boa pitada de romantismo e sensualidade. Um nacional muito bem escrito. Recomendo! 

Compare e compre: Buscapé









16 comentários:

  1. Esse livro ta na minha lista! Parece ser excelente pra curar uma ressaca e um leitura leve e divertida!

    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Eu tenho muita vontade de ler um chick-lit. Mas infelizmente não esse não seria o primeiro, as ressalvas que você fez me deixaram bem ressabiada, então é melhor começar por outro livro

    ResponderExcluir
  3. Olá
    Eu sou louco por esse gênero literário, mas não tenho nenhuma obra física pois só li eles em ebooks kk. Essa obra eu conhecia mas ainda não tinha lido resenhas sobre a mesma. Achei bem interessante e pela sua resenha e nota, deve ser uma obra incrível. Até mais ver
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Heiii, tudo bem?
    Amo chick-lit e esse ainda nao conhecia.
    Primeira vez que leio uma resenha de "Teoria do amor" e achei interessante.
    Achei fofo ter uns desenhos dentro, deixa o livro mais lindinho.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  5. Olá,

    A capa é uma fofura e como adoro personagens que vivem se apaixonando e enlouquecendo facilmente, então me daria bem com essa jovem, mas tenho certeza que mataria o Alex haha

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Olá,

    Não conhecia o livro mas parece ser bem divertido, há um tempo não leio obras do gênero e acho que vou acabar investindo na história.

    Abraços,
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem?
    Adoro chick-lit e não conhecia esse livro. Achei a capa super fofa e saber que combina com enredo me deixou curiosa!! A narrativa intercalada é ótima para entender os dois lados da "moeda", espero conhecer a hist. de Maya e Alex.
    Bjs!
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
  8. Oie! Dependendo do jeito que a autora conta, uma "tonta sonhadora" como a Maya rende boas histórias. Gosto muito deste tipo de livro e me divirto com as bobagens dos personagens. Obrigada pela dica! Abraços!

    ResponderExcluir
  9. Oiee, ainda não conheço, mas amo este estilo de livro, e um bom romance, espero poder conhecer! obrigada pela dica!

    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Olá! Que capa fofa! Parece ser um romance bem divertido e gostoso de ler. É bom ter esse tipo de histórias, relaxam bastante. Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Oie!
    Eu gosto quando tem um epilogo na história, mas quando tem tanta página, acho que perde um pouco da graça da trama.
    Mas mesmo assim, eu adorei a trama, e fiquei curiosa para conferir.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bem? Sim, ouço falar muito o nome da autora na blogosfera e sempre de maneira positiva. Confesso que nunca tinha lido antes um chick-list e mês passado me arrisquei lendo dois, porém não gostei muito não. Acho que ainda não achei o livro certo para me fazer dar um buum no gênero. Esse livro parece ser uma gracinha, mas tenho medo de pegar ele agora e me decepcionar. Se bem que essa questão de ter bastante cenas hots me agrada, apesar de tirar o essencial do chick-list que é o humor. Enfim, é um caso a se pensar, mas sua resenha está impecável. Trouxe os pontos positivos e os negativos. Adorei!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi, Leticia!
    Já tinha ouvido falar dessa história - e da autora, é claro. Os comentários são sempre positivos e isso acabou despertando muito meu interesse pelo livro, embora chick lit não seja um dos gêneros que mais me atrai.
    Enfim, amei a sua resenha! <3

    ResponderExcluir
  14. Olá!

    Amo chick kit, mas no momento não é algo que procuro... Mas acho que é uma ótima leitura pra ser feita entre duas leituras mais pesadas...

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    Ainda não conhecia esse título, mas confesso que não fiquei animada para ler, infelizmente. Acho que esse acréscimo que a autora fez foi bastante ruim. Deu a impressão que ela queria encher só linguiça rs.
    De toda forma, fico muito feliz que você tenha gostado.
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Oi!!
    Eu leio pouco chick-lit, não é um gênero que chame muito a minha atenção.
    Conhecendo um pouco mais do livro, não uma leitura que eu queira fazer, mas é legal por ser uma leitura divertida e para quem gosta do gênero.
    Beijão!

    ResponderExcluir

Seja bem-vindo ao meu blog.
Sua opinião é muito importante, mas se lembre que respeito é bom e eu gosto!
Seguiu? Deixa o link que eu sigo de volta. E também retribuo os comentários.

Obrigada por vir até meu cantinho!