F

21 fevereiro 2017

Resenha | Codinome Lady V

Título: Codinome Lady V
Autora: Lorraine Heath
Editora: Gutenberg
Gênero: Romance de época
Páginas: 256
Ano: 2017
Skoob

(Cortesia da editora)

Sinopse: Cansada de rejeitar pretendentes interessados apenas em seu dote escandalosamente vultoso, Minerva Dodger decide que é melhor ser uma solteirona do que se tornar a esposa de alguém que só quer seu dinheiro. No entanto, ela não está disposta a morrer sem conhecer os prazeres de uma noite de núpcias e, assim, decide ir ao Clube Nightingale, um misterioso lugar que permite que as mulheres tenham um amante sem manchar sua reputação. Protegida por uma máscara e pelo codinome Lady V, Minerva mal consegue acreditar que despertou o desejo de um dos mais cobiçados cavalheiros da sociedade londrina, o Duque de Ashebury. E acredita menos ainda quando ele começa a cortejá-la fora do clube. Por mais que ele seja tudo o que ela sempre sonhou, Minerva não pode correr o risco de ele descobrir sua identidade, e não vai tolerar outro caçador de fortunas. Depois de uma noite de amor com Lady V, Ashe não consegue tirar da cabeça aquela mulher de máscara branca, belas pernas e língua afiada. Mesmo sem saber quem ela é, o duque nunca tinha ficado tão fascinado por nenhuma outra mulher antes. Mas agora, à beira da falência, ele precisa arranjar muito dinheiro, e rápido. Sua única saída é se casar com alguma jovem que tenha um belo dote, e sua aposta mais certeira é a Srta. Dodger, a megera solteirona que tem fama de espantar todos os seus pretendentes.



Codinome Lady V é o primeiro volume da série Os sedutores de Havisham, e mais um romance de época da Editora Gutenberg que veio para arrasar. Aqui conhecemos Minerva Dodger, uma dama solteira que recusa a se casar com homens que só querem o seu dote. O que ela quer é amor. Depois de várias temporadas frustadas e cercadas de homens interesseiros, Minerva decide que, embora não se case, não irá abrir mão dos prazeres de uma noite de núpcias. O Clube Nightingale é ideal para seu propósito. O local permite que mulheres tenham seus amantes, mantendo o anonimato e não manchando sua reputação. E é lá que Minerva - protegida por uma máscara e o codinome Lady V - desperta o interesse do Duque de Ashebury. Feliz por finalmente se sentir desejada, ela se surpreende quando ele começa cortejá-la fora do local, mas não pode permitir que ele descubra sua identidade. Fascinado pela noite de amor que tiveram, Ashe quer unir o útil ao agradável - casar com a mulher de língua afiada e decisiva que conheceu e ainda levar o vultoso dote e salvar sua fortuna. Porém, não será uma tarefa fácil convencer Minerva e sua experiência com pretendentes caçadores de dotes.

"Ela o abraçou apertado. Ashe tinha dito que não existia falsidade na cama dele, mas era difícil acreditar naquelas palavras, ainda que ele as pronunciasse com tanta convicção. Por que ela não podia ter tudo aquilo sem máscara e sombras?" (p. 143)

Meu primeiro contato com a escrita da autora e já fiquei apaixonada. A narrativa em terceira pessoa tem fluidez, leveza e muita sedução. Lorraine nos convence a entrar na história e desfrutar de seus personagens. Gostei da construção de Minerva, tão decisiva a não se casar a não ser por amor. Sem contar que amei sua língua afiada e me diverti muito. Ashe é mais um libertino como tantos outros, mas gostei da forma respeitosa que sempre a tratou. Claro que tudo é bem romantizado, porém, para mim, aí é que está a graça - poder sonhar que existiam homens que poderiam fazer sacrifícios pelas damas que amavam.

Uma das coisas que mais gostei no livro e que agradará com certeza quem já ama o gênero é a sedução que rola entre os personagens. É tudo bem devagar, a seu tempo e isso me encantou. Achei bastante criativo por parte da autora a criação do Clube Nightingale. Isso foi ousado e encheu o casal de mistério e charme. E isso nos leva ao ponto positivo - cenas hot escritas com sutileza e sensualidade.

É comum em romances de época conhecermos os costumes e o machismo tão presente do século XIX. Essa questão foi ainda mais enfatizada nesse livro, o que tornou-o ainda mais interessante. Os pedidos de casamentos que Minerva recebia eram ridículos. Para não quebrar o encanto, vou deixar que leiam, pasmem e se "divertiam" com todos esses pedidos machistas. O fato é que a criação dessa protagonista trouxe força a história. Uma mulher com uma personalidade que a maioria dos homens não queria. E, embora Minerva tenha mesmo uma língua bastante afiada para o seu tempo, tolo era o homem que não enxergava que isso não tirava sua feminilidade, delicadeza e um coração clamando por amor e paixão. Mas a postura altiva de Minerva diante das injustiças da sociedade, era o que faziam os homens somente terem interesse em seu dote. E foi justamente essa desilusão que levou nossa protagonista a recorrer ao Clube Nightingale, a fim de desfrutar do prazer que somente os homens "tinham direito". Mesmo que o machismo ainda exista hoje, meu Deus, como era difícil a vida de uma mulher no século XIX! 

Codinome Lady V ganhou as cinco estrelas e minha recomendação. É romantizado e previsível? É. Mas também tem uma crítica fortíssima sobre as injustiças de uma sociedade machista, e vale imensamente a pena conhecer essa mocinha tão decisiva. Além disso, a sedução e mistério que ronda o casal é agradável de acompanhar e faz o leitor se divertir muito. Um romance de época ousado e com muito romantismo. Quero mais dos sedutores de Havisham!

Compare e Compre: Saraiva | Americanas | Submarino









23 comentários:

  1. Olá, Leticia.
    Não sou o maior fã de romance de época, mas gosto desse retrato que eles fazem, principalmente quando mostram a situação da mulher na sociedade. Pelo visto, o livro fez isso muito bem.
    Daria uma chance.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de fevereiro. Serão dois vencedores, dividindo um vale compras e dois livros.

    ResponderExcluir
  2. Parecer ser legal! Tenho um preconceito com livros com capas assim, sempre acho que são feitos exclusivamente para o público feminino. Não sei.

    A resenha está ótima e fiquei interessado. Quem sabe um dia eu encare esse tipo de leitura!

    Grande beijo Letícia,
    Hugo,
    Raposa Cultural

    ResponderExcluir
  3. Já estou apaixonada pela Minerva Dodger. Parece ser uma personagem forte e marcante.
    Eu AMO livros que criticam a sociedade machista, então acredito que adoraria este livro.
    Beijocas

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Esse livro parece ser o novo xodó das meninas, mas não é uma história que me atraí muito.

    ResponderExcluir
  5. Caramba, adorei a Minerva! Comprando o livro em 3, 2, 1! Quero saber a história toda, adoro romance de época!
    Amei, parabéns pela resenha!
    Beijo!

    ResponderExcluir
  6. oi Letícia!
    Não sou fã do gênero, por isso acho que não leria por agora.
    Mas gostei da Minerva! Acho poderosas essas mulheres que não se rendem ao que a sociedade quer.
    Bj

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem? Mais uma Minerva que entrou para meu hall de queridinhos. Também não conhecia a escrita da Lorraine e por isso foi uma surpresa grata quando li o livro. Concordo bastante com você e como me diverti horrores com a personalidade dos dois. Adorei!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Eu não sei o que acontece comigo quando vejo algo relacionado a esse livro, fico instantaneamente feliz! Haha, eu tô doida por ele e com essa resenha então, já estou mais empolgada ainda. Amo esse gênero e já sei que essa obra vai se tornar uma queridinha.

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Estou doida para ler este livro. A cada resenha fico mais curiosa.
    A premissa é bastante interessante, e a personalidade forte da protagonista, seu jeito audacioso e sua língua afiada, devem ter rendido uma ótima história.
    Pretendo ler em breve.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Eu simplesmente amei a leitura de Codinome Lady V, sou uma apaixonada por romances de época então já era esperado, mas sempre avalio os romances de época que leio de maneira crítica e gostei muito do estilo e da escrita da Lorraine, das críticas sociais e da construção dos personagens, a autora conseguiu levantar uma bandeira de protesto aos padrões da sociedade enquanto encantava com seus personagens tão queridos. que venham os próximos.

    ResponderExcluir
  11. Aaaah eu sou louca pra ler esse livro! Eu amei a sinopse dele, bem tipico dos livros que eu amo de romances de época! Se eu já estava interessada, agora estou ainda mais depois da sua resenha incrível!

    MEMÓRIAS DE UMA LEITORA

    ResponderExcluir
  12. Olá!

    Apesar de parecer uma boa história, não é o livro que eu leria, pois, por ser de época, não é meu gênero favorito. Adorei a foto e parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  13. Oiii!!

    Eu não li o livro ainda, mas já vi uma resenha super positiva.
    Gostei bastante de saber que mesmo previsível é uma boa obra

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  14. Desde que soube desse lançamento fiquei muito curiosa. Sou muito fã de romances de época e não me canso deles. Além da originalidade que percebo existir em Codnome Lady V adorei saber que o romance nasce e se desenvolve de forma lenta. Adoro narrativas em terceira pessoa e por ela ser fluida e leve já me empolguei. Além de que não tem como resistir a essa capa linda de morrer.
    Enfim foi ótimo conferir suas impressões. Parabéns pela leitura. Beijinhos!!!

    Leituras, vida e paixões!!

    ResponderExcluir
  15. Oii, tudo bem? Que bom que gostou tanto dessa leitura! Eu simplesmente amo romances de época, então estou bem empolgada para conferir Codinome Lady V e conhecer essa protagonista tão marcante. Espero ter a oportunidade muito em breve :D Sua resenha ficou ótima, adorei.
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Ola Leticia lindona, comecei a ler esse livro e amei. estou adorando a ousadia da protagonista, espero me encantar com esse casal, sua resenha me deixou ainda mais empolgada para a leitura. beijos

    Joyce
    Livros Encantos

    ResponderExcluir
  17. Hello, tudo bem?
    Estou apaixonada pela capa de Codinome Lady V!!!
    Já fiquei bem louca para ler por causa da capa e depois que fiquei sabendo do enredo, deu mais vontade ainda.
    Amo romances e esse parece ser um dos bons, adorei saber o que vc achou e já vi que vou viciar tb hahaaha.
    Linda dica.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  18. Olá!
    Eu sou apaixonada por romances de época, então esse me chamou muito a atenção. Esse foco para o combate ao machismo achei super válido, principalmente naquela época que a mulher era tão desvalorizada.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  19. Oi,
    Eu não conhecia o livro, mas já anotei porque amo um romance de época.
    Fiquei apaixonada pela capa e o tema abordado é bastante forte.
    Parabéns pela resenha
    beijos
    Daya

    ResponderExcluir
  20. Oie!
    Amei sua foto e sua resenha. Estava querendo mesmo ler uma sobre esse livro, pq ainda não tinha lido resenha nenhuma, só visto bons comentarios aqui e ali sobre o livro.
    Amo livros narrados em terceira pessoa e tenho certeza de que vou amar este aí, pois é bem no estilo que eu amo. ;)

    ResponderExcluir
  21. Nâo gosto muito de romances de epoca mas estou pensando em tentar dar uma chance ao gênero, as partes hots não me atraem e por isso eu não os leios mas temos que tirar esse preconceito pois por causa disso estarei perdendo otimos romances e esse parece ser dos bons

    ResponderExcluir
  22. Adoro romances de época e esse livro já está entre os meus desejados faz um tempinho. Sua resenha apenas confirmou que preciso ler a obra o quanto antes.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir
  23. Olá Le, eu amei a leitura desse livro e a forma inusitada da personagem de resolver sua solteirice, devorei esse livro em um dia. Bjkas

    ResponderExcluir

Seja bem-vindo ao meu blog.
Sua opinião é muito importante, mas se lembre que respeito é bom e eu gosto!
Seguiu? Deixa o link que eu sigo de volta. E também retribuo os comentários.

Obrigada por vir até meu cantinho!