F

02 agosto 2016

Resenha - À margem do lago

Título: À margem do lago
Autora: Sara Gruen
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 392
Gênero: Ficção
Ano: 2016
Skoob

(cortesia da editora)

Sinopse: Após uma festa de ano-novo da alta sociedade na Filadélfia em 1944, Madeline Hyde e seu marido Ellis são expulsos de casa pelo pai dele, um rico ex-Coronel das forças armadas, já bastante envergonhado pela incapacidade do filho em ir para a guerra. Com a ajuda do melhor amigo, Hank, Ellis chega à conclusão que a única maneira de reconquistar os favores do pai é ser bem-sucedido em algo que o Coronel falhou no passado: caçar o famoso monstro do Lago Ness. Maddie, relutantemente, cruza o oceano Atlântico com eles, deixando para trás seu aconchegante e protegido mundo. O trio chega a um vilarejo distante nas Terras Altas da Escócia, onde são desprezados pelos moradores locais. Maddie fica sozinha numa isolada hospedaria, onde a comida é racionada, o combustível é escasso e o carteiro bater à porta pode significar notícias trágicas. Apesar disso, ela começa a se apaixonar pela beleza deslumbrante e a magia sutil do interior escocês, e a amizade com duas jovens mulheres abre seus olhos para um mundo maior do que ela imaginava existir. Maddie começa a perceber que nada é o que parece: os valores que ela mais prezava se mostram insustentáveis, e monstros surgem onde menos se espera.

Sara Gruen é uma autora que me agradou bastante com sua escrita madura quando li Água para elefantes. À margem do lago, seu mais novo livro publicado pela Bertrand Brasil, me deixou satisfeita mais uma vez, principalmente pela criação de seus personagens tão reais.

A trama gira em torno de Maddie, que é quem narra a história, seu marido Ellis e seu amigo Hank. Ellis é filho de um ex-coronel das forças armadas, que o expulsa de casa após o último constrangimento que causou em uma festa de Ano-Novo.  O que Ellis mais deseja  é provar seu valor para o pai, que o culpa por uma doença que o impediu de servir na Segunda Guerra Mundial. Com isso, eles irão fazer de tudo para encontrar o tão famoso monstro do lago Ness, nas Terras Altas da Escócia, lugar onde seu pai tentou a mesma coisa, mas foi envergonhado.

Chegando na Escócia, eles são rejeitados pela comunidade local e se instalam em uma pequena e isolada hospedaria. Maddie acaba ficando sozinha grande parte do tempo, enquanto Ellis e Hank vão em busca de provas que o monstro realmente existe. Nesse lugar, e diante da convivência com outras pessoas, Maddie viverá inúmeras descobertas sobre si mesma e irá refletir sobre como havia vivido a vida até então. Uma de suas descobertas mais dolorosas será sobre os monstros que podem estar mais perto do que ela um dia imaginou. 


O que mais me agradou no livro, além da escrita madura e ágil da autora, foi a criação dos personagens, especialmente a protagonista Maddie. Acostumada a viver uma vida de luxos e sem privações, ela passará a ver o mundo de uma forma diferente depois de uma série de acontecimentos. É muito gostoso acompanhar o seu amadurecimento, e Sara nos envolve completamente quando vai tecendo revelações pouco a pouco. Ellis e Hank só pensam em si mesmos o tempo inteiro, e isso me irritou muito. A criação desses três personagens foi totalmente acertada, e tornou todo o enredo muito real.

Para minha surpresa, a história é contada no período da Segunda Guerra Mundial, que direta ou indiretamente afeta a vida de todos os personagens. Gostei de ver como a autora trabalhou isso, pois tornou inúmeras passagens reflexivas e sofridas. O que mais me agradou no primeiro livro que li da autora foi justamente sua maneira de desenvolver os temores e anseios dos personagens. Embora, a cada virar de páginas desconfiamos de muitas coisas, nem todos são o que parecem ser e isso ficará cada vez mais claro para Maddie e para o leitor. Ademais, ainda temos um pouco de suspense permeando o misterioso Lago Ness e doses de romance, embora esses não sejam o foco do livro.

Não dispensando mais elogios à obra, a diagramação está ótima. Com folhas amareladas, fonte e espaçamento em tamanho ideal, além de uma boa revisão, a leitura foi confortável. A imagem da capa me agradou e combinou perfeitamente com o enredo, embora achasse que ela poderia ter sido melhor trabalhada.

"Eu tinha imaginado um milhão de explicações desde que a pedra tumular me chamara a atenção pela primeira vez, mas nenhuma delas era tão trágica quanto a verdade. O único corpo que estava embaixo daquela pedra era o da criança." (p. 277)

Se eu recomendo o livro? Não tenho como negar que, mesmo os primeiros capítulos terem parecido desinteressantes, o desenvolvimento da história me surpreendeu bastante. Com certeza outros livros da autora entrarão para minha lista de desejados. À margem do lago traz uma história de descobertas, perdas, mentiras, violência, covardia e acima de tudo, amadurecimento. Quem gosta de leituras com todos esses elementos e uma guerra como pano de fundo, afirmo: vale muito a pena a leitura.

Compare e compre: Saraiva | Submarino | Americanas 




15 comentários:

  1. Olá, Leticia.
    Não conhecia o livro, mas fiquei bem interessado. A premissa é bem diferente, o que me chamou a atenção. Contudo, o que se destacou na obra, ao menos por sua resenha, são os personagens. Eles parecem ser muito bem construídos. Fiquei com uma enorme vontade de conhecê-los.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de agosto. Serão dois vencedores e um deles levará um vale compras!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Letícia, tudo bom?

    Eu já tinha ouvido um pouco sobre o livro, mas tive uma ideia meio equivocada sobre ele, pois pensei que ele fosse mais para a fantasia por conta do monstro do lago Ness. Achei a história bem interessanta, assim como o rumo que ela toma. Não li Aágua para Elefantes, mas vi o filme e gostei bastante, e, pelo o que você falou, a autora se manteve a mesma, então deve ser uma leitura muito boa e real. Fiquei com vontade de conhecer os personagens tão bem construídos que você citou. Parabéns pela resenha.

    Abraços,
    http://claqueteliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá
    O que me interessou no livro foi a parte do Lago Ness, alem do lugar ser lindo, acho muito bacana a discução a respeito do tal monstro, gosto de ler essas curiosidades elas acabam virando elementos culturais muito interessantes.
    Acho que esse clima todo é algo que pode me agradar muito.

    ResponderExcluir
  4. Oie

    Eu ainda não conhecia o livro. Capa linda!!
    Gostei muito da premissa, eu adoro isso do amadurecimento do personagem durante a história e tendo a Segunda Guerra como pano de fundo me fisgou de vez.
    Já vai para minha lista.
    Excelente resenha!

    bjs
    Fernanda
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá,
    Concordo com a Daniela e o que mais me chamou a atenção é a parte do monstro do Lago Ness.
    Parece ser uma ótima leitura. Fiquei curiosa para saber sê e como o protagonista consegue reobter os favores do pai.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Eu ainda não li nada da autora, mas tenho muita vontade de ler o outro livro dela, Água para Elefantes.
    Eu confesso que esse livro não me chamou muito a atenção, não gosto muito de histórias com ambientação em períodos de guerras e afins. Apesar disso, gostei de saber que a autora criou personagens palpáveis e fiquei até curiosa para saber quem se revelou ser algo que não parecia.
    Talvez eu leia futuramente.
    Ótima resenha!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Olá!

    Não conhecia esse livro, mas gostei da premissa. Vou anotar na minha lista, pois até me decidir se realmente quero, vou pesquisar mais resenhas. A sua está bem escrita, parabéns!

    ResponderExcluir
  8. Hey Leticia, como vai? Eu vi esse livro no catálogo da editora, mas acabei não me interessando pela premissa! Fico feliz que tenha gostado tanto da leitura. Eu já li um livro da autora que gosto bastante, o Água para Elefantes. Indico muito!
    Sua resenha ficou ótima!
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá! Não conhecia a autora e achei a premissa bastante interessante. Li água para elefantes e ´gostei muito. Parece que a história é bem bonita e delicada, fiquei curiosa para conhecer mais do livro, beijos!

    Entre Livros e Pergaminhos

    ResponderExcluir
  10. Olá Lê!

    Eu não conhecia o livro e achei muito legal o enredo, mesmo com o enredo demorando pra começar, eu acho que seria uma boa leitura.
    A resenha está ótima!!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  11. Não conhecia o livro, mas Água para elefantes já está na minha estante esperando para ser lido. Gostei muito da premissa desse livro, parece uma excelente leitura. Achei interessante essa caçada ao Monstro do Lago Ness, feita pelo marido de Madeline, enquanto ela parece descobri monstros interiores. O fato de a história se passar no período da Segunda Guerra Mundial me deixou ainda mais interessada. Adorei a dica!

    Tatiana

    ResponderExcluir
  12. Olá,

    Estava com muita vontade de ler esse livro, que parece ter tocado muitas pessoas. Gostei muito da premissa, pois sempre me interessei muito por essas lendas do 'monstro do lago', o que acho super divertido. A ambientação da história é também algo que me agrada muito, a segunda guerra modificou muitas vidas. Adorei sua resenha, pois consegui ter um excelente vislumbre da história. Espero poder ler em breve.

    Abraços
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  13. Olá
    que enredo mais legal, parece ser uma leitura bem interessante, não vi muitas resenhas sobre mas me chamou a atenção o pouco que vi e tentarei ler em breve

    BEIJOS
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi, eu já vi resenha desse livro e imediatamente fiquei intrigada com a história, nunca li nada da autora, nem mesmo Água para Elefantes que é a obra mais conhecida. Lendo a sua resenha, fiquei novamente intrigada com a trama e o que Maddie descobre, adoro livros onde os personagens descobrem mais sobre si mesmo, amo essa jornada! Abraços

    ResponderExcluir
  15. Ola Le lindona não conhecia o livro, li o livro dela anterior e gostei muito de sua escrita , o que me chamou atenção nesse livro foi o crescimento e amadurecimento dos personagens o que sempre me agrada, o fato do começo ser um pouco parado pode me incomodar, mas tenho certeza que valerá a pena. Dica anotada. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir

Seja bem-vindo ao meu blog.
Sua opinião é muito importante, mas se lembre que respeito é bom e eu gosto!
Seguiu? Deixa o link que eu sigo de volta. E também retribuo os comentários.

Obrigada por vir até meu cantinho!