F

06 junho 2016

Resenha - Você se lembra de mim?

Título: Você se lembra de mim?
Autora: Megan Maxwell
Editora: Planeta
Gênero: Romance 
Páginas: 496
Ano: 2016

(Cortesia da editora)

Sinopse: Alana é uma mulher independente que não acredita no amor e tem na profissão sua única razão de viver. Jornalista freelancer, é enviada a Nova York para escrever uma reportagem sobre a metrópole, onde conhece o atraente Joel Parker. Quando ela descobre que aquele homem bonito e sedutor que tem lhe feito companhia nos últimos dias é um militar, como seu pai uma lembrança que ainda a assombra , a jornalista desaparece sem deixar vestígios. Apesar de resoluta em sua vontade de se afastar do capitão da Marinha americana para não repetir a história de sofrimento de sua mãe, ela não conseguirá aplacar o desejo de seu coração por Parker. Quem vencerá essa disputa entre razão e emoção? O passado de sua mãe irá assombrá-la ainda mais ou irá ajudá-la a esclarecer muitas questões mal resolvidas?




Você se lembra de mim? é o segundo livro da autora que leio e me apaixono. Para iniciar essa resenha é preciso dizer que a sinopse, de maneira alguma me preparou para o que me esperava nessa leitura. Logo no início temos uma nota da autora que me deixou surpresa. A obra é dividida em duas partes: a primeira conta a história de amor da própria mãe da Megan Maxwell, portanto, baseada em fatos reais; e a segunda a de Alana, a filha, mas que nada tem a ver com a personalidade de Megan, portanto, fictícia.

Não vou descrever a primeira parte para não privar o leitor de surpreender-se, assim como aconteceu comigo, mas não posso deixar de citar o quanto ela me emocionou. Saber que tudo aquilo realmente aconteceu com os pais da autora, Teddy e Carmen, me deixou pensativa e desolada. Na segunda parte conhecemos Alana, uma jornalista independente que tem aversão ao amor. Quando conhece e se interessa por Joel, um militar americano como seu pai, só pensa em fugir dele para não sofrer o mesmo que sua mãe no passado. Mas a atração que sentem um pelo outro é inegável e Alana ficará completamente dividida. Conseguirá ela esquecer o passado de seus pais que tanto a assombrava?


"Como sempre ouvi minha mãe dizer, podemos enganar as pessoas e a nós mesmos, mas ao coração não se pode enganar. Ele é o primeiro a saber o que está acontecendo e, sem dúvida, meu coração sabe que amo esse americano." (p. 100)


Megan possui uma narrativa ágil e recheada de diálogos fazendo com que a leitura flua rapidamente. Como as duas histórias enlaçam-se perfeitamente, e a obra possui uma carga emocional que não há como ignorar, o livro é incrivelmente viciante e nos deixa ávidos pelos próximos acontecimentos. O início pode não fazer sentido, porém garanto que haverá muita coisa boa para se descobrir. Como já estava familiarizada com a escrita da autora o livro fluiu muito facilmente.

Adorei a construção dos personagens e sou suspeita para falar quando eles de fato são reais. As indecisões de Alana são totalmente compreensíveis diante do passado da família, e Joel é encantador (aquele tipo de homem que não existe, sabe?). A primeira parte do livro foi a que mais gostei, e amei conhecer os pais da autora e sua história de amor tão linda, apesar de triste. Os personagens secundários renderam momentos muito divertidos ao enredo e também adorei todos. As amigas e irmã de Carmen são muito engraçadas e Isa, a amiga de Alana, é bem maluquinha, do jeito que eu gosto.

Como todos os romances da Megan, temos algumas cenas sensuais na segunda parte do livro, porém nada pesado. Alana e Joel possuem uma atração muito forte, enquanto a descrição do romance de Teddy e Carmen é algo mais singelo e romântico. Acabei tão comovida com a história deles, que não saiam da minha cabeça o dia todo (você sabe do que estou falando, tenho certeza que já aconteceu com você). Fiquei imaginando como deve ter sido para Megan escrever a história de seus pais e senti que ela colocou no livro muito dos seus sentimentos também. 

"Isso me fez entender a pressa dos militares e perceber que, quando queremos uma coisa e surge a oportunidade, não devemos deixá-la escapar, porque a vida, assim como dá, toma." (p. 163)

Não somente a obra é maravilhosa como a parte física também está ótima. Com uma diagramação simples, mas confortável e uma capa em total sintonia com o enredo, a editora merece os parabéns. Ao final temos algumas fotos dos pais da autora e de sua infância.

Em linhas gerais, Você se lembra de mim? tem uma alta carga emocional e muito romance. Amei o desfecho que a autora preparou para sua mãe e até para a personagem fictícia Alana. Esse livro é para quem ama um bom romance e personagens marcantes. Megan pode ter uma narrativa simples, mas suas obras tratam de sentimentos e emocionam quem os lê. Recomendo demais esse livro, ele irá devastar e alegrar seu coração de leitor.






17 comentários:

  1. Nunca vou me esquecer da Megan por conta de Peça-me o que quiser, essa série me marcou de uma forma surreal, a forma que ela escreve é tão engraçadinha, tão fofa,cativante, sem contar no romance...EU AMO! Adorei saber esse outro lado da autora, o cunho biografico me deixou curiosa, adorei essa capa!

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia o livro, mas gostei muito da sinopse, achei a história bem interessante, creio que eu deva gostar.
    http://souadultaagora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Let!
    Não conheço nada da autora, só o nome mesmo, mas as obras dela não me cativam ou inspiram vontade de ler. Essa é a segunda resenha que leio desse livro, mega positiva, e ainda continuo sem curiosidade, ou seja, não vai rolar leitura, mas fico feliz que tenha gostado tanto e a leitura tenha sido tão prazerosa.
    Achei essa capa muito feia também D: Podiam ter inventado algo mais criativo e bonitinho não?

    Abraços
    David
    https://territoriogeeknerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oiii, ainda não li nada dessa autora mas esse livro me deu uma curiosidade pela capa acredita, espero logo conseguir ler ele, e tirar minhas conclusões.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Tambem recebi esse livro em cortesia da Editora, mas ainda nao tive a oportunidade de ler. Acabei ficando doente e atrasei minhas leituras e ela vai demorar um pouco. Nunca li nada da autora e estou curiosa para saber o que vai rolar... espero gostar tanto quanto vc.

    Raissa Nantes

    ResponderExcluir
  6. Olá
    Fico curiosa com a história dos pais da Alana, mais a história da própria Alana não me desperta muita simpatia. Não sei acho que peguei má vontade com esses casais cheios de segredos e traumas.
    Beijinhos

    www.poyozodance.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oiii Leticia, tudo bem?
    Por mais que sua resenha tenha ficado muito boa mesmo, e s fotos ficaram incrível, a obra não desperta meu interesse, então pularei a dica.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  8. Primeiramente que capa maravilhosaaaa! Segundo, que história mais intrigante, me deixou bastante curiosa e doida pra saber o que irá acontecer com a alana. Amo livros que prendem o leitor do começo ao fim, e esse parece ser um deles.

    http://treslivrolatras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oioi! Tudo bem?
    Sou louca para ler algum livro da Megan Maxwell.
    E esse "Você se lembra de mim?" eu achei mto legal a premissa qdo li no lançamento.
    Achei a historia bem legal, e por ser emocionante e um romance gostoso de ler, animei mais ainda.
    Adorei a resenha, me deixou animada.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  10. Oi Leticia, tudo bem? Espero que sim... =D
    Vou ter que confessar que a sua resenha, foi o gatilho para eu me interessar pelo livro e claro colocá-lo na minha lista.
    Gostei em como você conseguiu aguçar a minha curiosidade ao mesmo tempo que soube conduzir a resenha, sem estragar com spoilers
    ou até mesmo deixá-la cansativa.
    Parabéns pela resenha.
    Beijos
    http://www.viciadosemleitura.blog.br/

    ResponderExcluir
  11. Ooi! Eu já tinha lido resenhas desse livro, mas nenhuma falava sobre a carga emocional. Não sou muito chegada aos dramas, mas esse livro parece que está me perseguindo rs Quando esqueço dele, lá vem resenha \o/ Vou colocar na lista de metas :3
    Beeijos e parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
  12. Oi,
    Não conhecia o livro, mas fiquei super curiosa. Eu amo um romance, muito bom saber que a escrita da autora é simples e tenho certeza que vou amar.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. oi

    eu não conhecia o livro, mas abe que eu gostei da premissa????

    não sou muito de ler romance mas a sua resenha me entusiasmou....

    bjs

    ResponderExcluir
  14. Oie
    muito legal sua resenha e parece ser uma leitura bem gostosa para passar o tempo, principalmente para quem curte o gênero, espero um dia ler caso tiver oportunidade

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Olá, ainda não tinha lido nenhuma resenha sobre essa obra, gostei bastante do enredo. A leitura parece ser bem fluida e gostei de saber do envolvimento com a vida pessoal da autora.

    ResponderExcluir
  16. Olá Letícia!!!
    Apesar da resenha ter ficado maravilhosa e o livro parecer muito bom posso dizer que não me entusiasmei com a história.
    Não sei acho que só não é meu estilo de leitura e por isso não me despertou a vontade de conhecer.
    Mas sei que pra quem gosta do enredo e conhece a autora irá ter o prazer de ler o livro.

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Nunca li nada da autora, embora já tenha ouvido muitos elogios ao seu trabalho. A verdade é que as premissas de suas obras não me despertam grande interesse e, apesar da sua resenhar estar ótima, muito bem escrita, esse livro não foi diferente dos outros, não me chamou a atenção. Deixarei passar a dica dessa vez, fica para a próxima.

    Tatiana

    ResponderExcluir

Seja bem-vindo ao meu blog.
Sua opinião é muito importante, mas se lembre que respeito é bom e eu gosto!
Seguiu? Deixa o link que eu sigo de volta. E também retribuo os comentários.

Obrigada por vir até meu cantinho!