F

25 junho 2016

Resenha - A rebelde do deserto

Título: A rebelde do deserto
Autora: Alwyn Hamilton
Editora: Seguinte
Páginas: 288
Gênero: Fantasia
Ano: 2016
Skoob

(Cortesia da editora)

Sinopse: O deserto de Miraji é governado por mortais, mas criaturas míticas rondam as áreas mais selvagens e remotas, e há boatos de que, em algum lugar, os djinnis ainda praticam magia. De toda maneira, para os humanos o deserto é um lugar impiedoso, principalmente se você é pobre, órfão ou mulher. Amani Al’Hiza é as três coisas. Apesar de ser uma atiradora talentosa, dona de uma mira perfeita, ela não consegue escapar da Vila da Poeira, uma cidadezinha isolada que lhe oferece como futuro um casamento forçado e a vida submissa que virá depois dele. Para Amani, ir embora dali é mais do que um desejo — é uma necessidade. Mas ela nunca imaginou que fugiria galopando num cavalo mágico com o exército do sultão na sua cola, nem que um forasteiro misterioso seria responsável por revelar a ela o deserto que ela achava que conhecia e uma força que ela nem imaginava possuir.




A rebelde do deserto é uma publicação da Editora Seguinte e o primeiro volume da série de mesmo nome. Como gosto de fantasia, claro que me senti atraída pela sinopse, mas sempre vou com poucas expectativas para ler o gênero, uma vez que esses livros possuem, geralmente, uma gama de personagens, cenários e seres irreais, que podem confundir o leitor. Mas qual não foi minha surpresa, é que essa leitura me surpreendeu imensamente. Vem que eu conto o porquê. 

A trama gira em torno de Amani Al' Hiza, que vive na Vila da Poeira no deserto de Miraji. Pobre e órfã, ela sonha em fugir da casa onde mora com o tio e encontrar seu destino em um lugar onde as mulheres não sejam subjugadas. Desde pequena ela aprendera a atirar como ninguém, mas nem sua grande habilidade no gatilho a ajudou a escapar. Até o momento que conhece Jin, um forasteiro misterioso, e galopeia com ele em um cavalo mágico rumo ao deserto. Mas encontrar esse destino tão esperado não seria assim tão fácil, pois Amani ainda teria que driblar o Exército do Sultão que estava em sua cola. Nossa protagonista não imaginaria tudo que descobriria no deserto e o quanto ainda poderia lutar contra a desigualdade imposta ao seu povo.


Com uma premissa totalmente instigante, a autora deu forma a criaturas míticas e imortais, que são mais do que histórias contadas a beira de uma fogueira. Todos os personagens conquistam facilmente o leitor. Amani não é nenhuma grande heroína, pois também possui inúmeros defeitos e comete erros. A criação dessa protagonista forte, mas cheia de dúvidas e anseios, me conquistou completamente. Jin, esse forasteiro maravilhoso (risos), foi um delicioso mistério em praticamente todo o livro, e também adorei conhecê-lo. Os personagens secundários que aos poucos vão tomando forma estão interligados e também me agradaram.

Como se não bastasse os personagens cativantes, uma trama incrivelmente interessante, a escrita da autora é totalmente viciante. Com uma narrativa em primeira pessoa, compreendemos tudo pelos olhos de Amani. Alwyn tem uma escrita simples e que torna a leitura ainda mais rápida, mesmo com tantos acontecimentos para serem descritos. São tantas aventuras e lugares para desbravar, e mesmo assim a autora conseguiu narrar com maestria, sem tornar a leitura maçante em nenhum momento.

O que mais gostei foi o quanto Amani foi descobrindo os mistérios do deserto, que um dia ela pensou conhecer completamente, e também o quanto ela descobriu muito de si mesma. Além disso, gostei da criação de todo o cenário político com um Sultão que causa extrema insatisfação ao seu povo. Ademais, a desvantagem social imposta às mulheres, mesclada a religião e cultura local, também foram muito bem explorados. Temos ainda uma pitada bem sutil de romance, o que tornou essa trama já recheada de aventuras, ainda mais sedutora. 

"E então veio aquele sorriso. Talvez eu tivesse olhos que me traíam, mas Jin com certeza tinha o tipo de sorriso capaz de converter impérios inteiros." (p. 118)

A rebelde do deserto é um daqueles livros que te prende do início ao fim. Terminei a leitura com uma sensação gostosa, depois de conhecer personagens tão cativantes e uma trama cheia de mistérios e aventuras. Fazia muito tempo que não lia uma fantasia tão boa assim. Para quem já curte o gênero é uma leitura obrigatória, para quem não, vale a pena dar uma chance. Eis o ponto negativo: ainda não temos uma previsão para o lançamento do segundo volume. Quero mais das aventuras de Amani.

Compare e compre: Saraiva | Submarino | Americanas 



14 comentários:

  1. Eu ainda não li o livro mas tenho curiosidade. Acho que quando o livro nos envolve dessa maneira e nos cativa tanto, é difícil encontrar outra leitora que chegue perto. Gostei de ver a sua resenha. O ruim é esperar a continuação kkkk

    ResponderExcluir
  2. Oi Letícia, tudo bem?
    Já ouvi muito falar sobre esse livro, mas nenhuma resenha sobre ele, então você está de parabéns! kkkk
    A resenha foi super boa de ler e me passou tudo o que você sentiu lendo. Deu uma vontade de lê-lo agora...
    Fico feliz que o livro tenha sido tão gostoso de ler e que venham logo os próximos volumes da série!
    Abraços!

    -Ricardo, Lapso de Leitura

    ResponderExcluir
  3. Olá, eu quero muito ler A rebelde do deserto , não só por causa da capa bonita, mas também por gostar de livros de fantasia e por ter lido poucas tramas que se passem no deserto e ter curiosidade por ver mais histórias que se passem nessa região.

    ResponderExcluir
  4. Oi!!
    Esse livro me surpreendeu, amei ter a oportunidade de conhecer Amani. O que tá chamando a atenção dos leitores é justamente essa mistura de faroeste e deserto, a autora arrasou na combinação e a fantasia é algo muito sutil e colocada de maneira harmônica.
    Não vejo a hora de ler a continuação.
    Beijão!

    ResponderExcluir
  5. Leticia essa foi a segunda resenha que li sobre esse livro e com certeza posso dizer que a sua ficou mil vezes melhor, principalmente porque você conseguiu falar do livro sem liberar muitos detalhes da história; além de focar nas suas impressões, um dos pontos que mais gosto em uma resenha. Além disso você informou que a narrativa é em primeira pessoa e a escrita da autora é totalmente viciante.
    Fiquei curiosa em saber mais sobre a protagonista Amani e o forasteiro Jin. Torcendo para que eles consigam encontrar o que procuram e que juntos consigam ajudar o povo que sofre com os abusos do sultão.
    Torço para que a editora seguinte lance o próximo volume logo para que os fãs dessa história possam se aventurar novamente por esse deserto cheio de mistérios a serem desvendados.

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  6. OOi Leticia

    Não conhecia o livro, mas por sua resenha parece ser muito bom. Amei saber que ele envolve o leitor do início ao fim, isso geralmente é uma das coisas que mais me atraem em um livro. Obrigada pela dica, espero ter a oportunidade de lê-lo.

    Beijoos
    http://estantemineira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem?

    Eu estou vendo esse livro em tudo o que é lugar e a cada vez que o vejo, fico mais apaixonada por essa capa!

    A história parece incrível e apesar de não ser um gênero que curto, fiquei bem interessada.

    Beijos e até mais!

    www.dreamsandbooks.com

    ResponderExcluir
  8. Olá!! Eu gostei bastante da tua resenha. Não sou lá uma grande fã de fantasia mas acho que darei uma chance a essa, que como você disse parece ser bem cativante. Fora essa capa, que é maravilhosa.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Oi,
    Eu amo uma história que prende o leitor do início ao fim, isso mostra que é um ótimo livro.
    Amo uma fantasia e não conhecia esse livro, dica anotada.
    Uma pena que não tem previsão do próximo livro.
    beijos

    ResponderExcluir
  10. Olá,
    Eu já conhecia o livro e como gosto de me surpreender com a história, ainda não tinha lido a resenha. Apenas me encantei com a capa. Gostei muito da história e fiquei bem curiosa para saber o que ela conheceu de novo no deserto e claro conhecer um pouco mais sobre o Sudão.
    Beijos,
    Delírios Literários da Snow

    ResponderExcluir
  11. Oi Lê, tudo bem??
    Sei bem como é a espera da sequência de uma série que gostamos tanto da leitura.... gostei muito de sua resenha... você retratou bema história e o que esperar da premissa... eu geralmente não leio muito livros com essa temática mais profunda, mas confesso que me senti um pouco curiosa... essa capa está bem linda... chama a atenção... Xero!

    ResponderExcluir
  12. Eu AMEI esse livro! Gosto muito de distopias e com essa não tinha como ser diferente! Fiquei super animada com esse toque sobrenatural, com Miraji, com Amani (principalmente pelo fato dela não ser essa mocinha sem graça, nem uma grande heroína), com o forasteiro... Realmente, não conseguia largar o livro!
    Também quero mais aventuras de Amani (e, por favor, que elas venham logo)!
    Beijos,
    Déia
    Own Mine

    ResponderExcluir
  13. Mistério, aventura e personagens cativantes foi o que mais me chamou atenção neste livro Le, quero muito conhecer a história desse livro o quanto antes. Resenha perfeita. Bjkas

    ResponderExcluir
  14. Eu adoro quando os protagonistas são meio falhos e não perfeitos e intocáveis,isso os deixa mais próximos da gente e a identificação com eles fica mais fácil. Confesso que não ligava muito para esse livro por não ter gostado muito da capa,puro preconceito, e depois de ler sua resenha vi que estou perdendo uma ótima história.

    dica anotada

    bjsss

    Apaixonadas por Livros

    ResponderExcluir

Seja bem-vindo ao meu blog.
Sua opinião é muito importante, mas se lembre que respeito é bom e eu gosto!
Seguiu? Deixa o link que eu sigo de volta. E também retribuo os comentários.

Obrigada por vir até meu cantinho!