F

07 março 2016

Lendo clássicos: Jane Eyre (Charlotte Brontë)



O que é um livro clássico? Para explicar melhor, primeiramente um livro recém-publicado dificilmente é categorizado como uma leitura clássica. Um clássico é, em geral, um livro que representa o período em que foi escrito e que atravessa gerações sem perder seu valor. Portanto, as principais características de um clássico são: não perdem seu valor com o tempo; possuem apelo universal; exercem influência sobre outros autores. Fonte


Título: Jane Eyre
Autora: Charlotte Brontë
Páginas: 528
Ano da publicação original: 1847
Ano de publicação pela BestBolso: 2011
Skoob

Sinopse: Romance clássico ambientado na sociedade inglesa do século XIX. Jane Eyre, órfã de pai e mãe, vive com parentes que a desprezam até ser enviada para a instituição de caridade Lowood. Apesar das inúmeras privações que enfrenta na escola, a menina leva uma vida quase feliz e se torna forte e independente. Aos 18 anos, decide partir para Thornfield e trabalhar como preceptora de Adèle, pupila do irônico e arrogante Edward Rochester. Jane Eyre narra, além de uma comovente história de amor, a saga de uma jovem em busca de uma vida mais rica do que a sociedade inglesa do século XIX tradicionalmente permitia às mulheres. Publicado originalmente em 1847, o primeiro romance de Charlotte Brontë inspirou adaptações para o cinema e a televisão. Esta tradução de Heloisa Seixas é exclusividade da BestBolso.



Até este livro, não tinha lido nada de Charlotte Brontë, e nem morro de amores por sua irmã Emily Brontë (autora de O morro dos ventos uivantes), mas depois de ver a Aione do blog Minha vida literária falar bem desse livro, me bateu a curiosidade. Como amo romances clássicos, fui com imensa expectativa para a leitura, e como eu esperava, simplesmente amei o livro, a escrita, os personagens, tudo! Charlotte acaba de conquistar mais uma fã. Como costumo fazer nessa coluna, vou deixar os maiores detalhes de lado - já que a sinopse descreve muito bem a história -, e vou contar o que achei dessa obra incrível. 

Há, sem dúvida, um gostinho muito especial em ler um romance histórico escrito por uma autora que realmente viveu naquele século. Sua escrita é formal e ao mesmo tempo cercada de romantismo, melancólica às vezes, mas cheia de vivacidade e poesia. Ao mesmo tempo que é rica em detalhes e longos diálogos, é incrivelmente fluída e envolvente, apesar do ano em que foi escrito. A medida que acompanhamos uma Jane ainda criança e toda sua trajetória até a fase adulta, nos conectamos ainda mais com a protagonista. A descrição de seu sofrimento é devastadora, e a cada página ela parecia estar bem longe de um final feliz. Volto então a mencionar os diálogos, porque eles são tão intensos que devastará ainda mais o leitor.

Não somente as emoções de Jane parecem palpáveis ao leitor, mas as do Sr. Rochester também, - um dos melhores personagens desse livro. No início, com todo o ar misterioso e arrogância que ele tinha, criei certa antipatia por ele, porém eu tinha mais de 500 páginas para mudar minha opinião e me apaixonar por ele. A autora não facilitou nada a vida dos dois, e isso foi o que me conquistou. Em uma época cheia de convenções e incontáveis deveres, Jane seguiu seus princípios sem jamais se render às tentações. Com isso, Charlotte engrandeceu a obra, mostrando como muitas mulheres se comportavam naquele século. Além disso, a história de Jane é incrivelmente parecida com a sua própria, e é como se fosse uma autobiografia. 

Além de todos esses aspectos positivos, a obra ainda tem um ar de mistério que ronda boa parte da história e surpreende quando é revelado. Os momentos finais vão causando desesperança, mas tinha cada vez mais certeza de que Jane tinha agido corretamente em todas as suas escolhas, mesmo que elas tenham custado sua felicidade. E então, a autora surpreende mais uma vez...

"Conheci o senhor, Sr. Rochester. E é com terror e angústia que recebo a notícia de que preciso ir embora para sempre. Entendo que é inevitável partir. Mas é como entender que é inevitável morrer." (p. 294)

Como já mencionei, ler um romance clássico tem sempre um gostinho mais especial. Antes de qualquer romantismo, Charlotte quis mostrar que uma mulher do século XIX poderia sim ser independente, mesmo sendo órfã, e portanto, poderia sim, promover o próprio sustento. Jane Eyre é, definitivamente, um livro para quem gosta de clássicos e procura uma história verossímil, muito longe de ser um conto de fadas. 

Comprar: Buscapé

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 


A autora

Filha de um pastor irlandês, Charlotte Brontë e as irmãs, Emily (O morro dos ventos uivantes) e Anne, partilham a infância entre o sinistro presbitério de Haworth, de onde só avistavam o cemitério e uns terrenos baldios e uma pensão para eclesiásticos pobres, onde as duas irmãs mais novas viriam a morrer. Depois de um ano em Bruxelas, as irmãs Brontë tentaram fundar uma escola, mas não encontraram alunos devido à conduta escandalosa do irmão. Decidiram-se então pela escrita como forma de sobrevivência. Charlotte Brontë publicou em 1847, com o pseudónimo de Currer Bell, Jane Eyre, o seu maior e mais duradoiro sucesso, Shirley (1849) e Villette (1853).






Postagens relacionadas:



40 comentários:

  1. Oi Leticia, eu nunca li nada da autora Charlotte Brontë, apesar de adorar ler um bom clássico. Sempre tive curiosidade para ler Jane Eyre, e sua resenha despertou ainda mais essa vontade. Legal saber que a história tem um toque mais realista, mesmo porque a autora teve uma experiência própria sobre a ambientação. Vou procurar saber mais a respeito. É uma ótima dica e eu adorei a sua resenha. Beijos, Fê

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Nunca li nada dessa autora e nem da sua irmã!
    Mas me deu vontade após ler a sua resenha e ver que é uma história de verdade e não ser apenas um conto de fadas.

    Um super bjo!

    Alê - Bordados e Crochê
    Facebook
    Twitter
    Instagram

    ResponderExcluir
  3. Olá!

    Adoro livros clássicos, e fico muito encantada com a descrição da vida da sociedade de época. Esse livro já está na minha estante a um tempinho, mas vou ler ainda esse semestre. Parabéns pela resenha! =)

    www.booksimpressions.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Olá, Letícia.
    Romance histórico escrito por uma autora ou autor do período é outro nível. Essa linguagem mais formal, essa poesia intrínseca ao passado e à prova dão um ar especial aos livros. Pelo que vi, nesse livro aconteceu o mesmo.
    Ademais, esse ar de mistério me chamou a atenção. Vou querer conferir.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de reinauguração. Serão quatro vencedores!

    ResponderExcluir
  5. Amo livros clássicos, se tem algo que eu acho sobre quem lê, é que a pessoa tem que ler pelo menos um livro antes de morrer haha.
    Também amo romances clássicos, amo muito autores como Jane Austen, Julia Quinn, Loretta Chase, Mary Balogh... além de outros que não citarei porque se não vai ficar muito grande(mais amo igualmente).
    Sr. Rochester me lembrou Mr. Darcy em Orgulho e Preconceito <3
    Ai miga que horror esse trecho, caiu até minha alegria de ler o livro socorro :(

    ResponderExcluir
  6. Oi Leti, eu não conhecia esse livro, eu gostei bastante da sinopse o livro parere ser uma leitura bem leve e gostosa e eu amo romances, com certeza vou ler obrigada pela dica bjs.

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Das Brontë eu já tentei ler o Morro dos Ventos Uivantes, mas por mais que seja um clássico muito elogiado, abandonei no meio por ter achado entediante...dos clássicos que li até hoje, só consegui gostar mesmo dos de terror (acho que é mais minha praia). Mas sua resenha? Ótima. Adorei como descreveu suas impressões do livro.

    :* http://www.intuicaoliteraria.com.br

    ResponderExcluir
  9. Nunca li nada da Charlotte Brontë e não foi por falta de elogios e indicações porque realmente só ouço e leio coisas boas. Pela sua resenha, posso concluir que o livro é lindo e sério, principalmente pela abordagem da mulher na sociedade, o que sempre agrega, não é. Adorei sua resenha.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Nunca li nada da Charlotte mas já li ''Morro dos Ventos Uivantes'' e achei um pouco chato não sei se é porque eu não gosto muito de clássicos ou se é porque a autora realmente não me cativou. Mesmo escutando muitos elogios da Charlotte não sei se seria um livro que pegaria para ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Oi *---*

    Eu adoro romances de época meu gênero favorito, mas ainda não me sinto preparada para encarar um que tenha sido escrito na época em questão, a linguagem forma me faz pensar 1000 vezes antes de inciar, e esses cortejos em poesia me deixam meio desanimada, sempre acho que será chato. Eu assisti o filme baseado nesse livro e não gostei, acho que se fosse começar a ler clássicos iria pelos da Jane Austen.

    Bjos

    rillismo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Olá, tudo bem?

    Eu ainda ão conhecia essa obra, até hoje. Fiquei fascinada com sua resenha! Eu amo romance histórico e essa trama em questão já me ganhou na sinopse, e com sua opinião me fez querer lela em breve. Achei a capa linda e já estou indo atrás do livro. rsrsr

    Beijos,
    Dai | Cheiro de Livro Nacional

    ResponderExcluir
  14. Oi
    Esse livro é um clássico! Tive oportunidade de ler na faculdade e fiquei encantada com a escrita e a delicadeza.
    Adoro a personagem forte e o desenvolvimento da narrativa.
    Impossível não se apaixonar por essa história.
    Adorei Beijinhos
    Rizia - Livroterapiasver ele como dica aqui no seu blog. Acho importante dar espaço aos clássicos.

    ResponderExcluir
  15. Oiii!

    Eu também não li nada da autora, na verdade não a conhecia #vergonha mas adorei!
    Sabe o que me conquistou? Saber que eles sofrem hauahauahah sério! AMOOOO quando o autor não tem dó e faz de tudo para k sofrimento do casal. Sou louca eu sei.
    O enredo no geral parece ser muito bom. Mesmo sendo muitas páginas, parece ser muito bem trabalhado então vale a pena!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  16. Oiii!

    Eu também não li nada da autora, na verdade não a conhecia #vergonha mas adorei!
    Sabe o que me conquistou? Saber que eles sofrem hauahauahah sério! AMOOOO quando o autor não tem dó e faz de tudo para k sofrimento do casal. Sou louca eu sei.
    O enredo no geral parece ser muito bom. Mesmo sendo muitas páginas, parece ser muito bem trabalhado então vale a pena!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  17. Ainda não conhecia esse livro (estranho, por ser um clássico) mas mesmo assim gostei muito de saber a história do livro, do que a autora quis passar apesar de ser no século XIX, gostei da sua resenha, história muito especial mesmo.

    jamilsonoliveirablog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  19. Também não conheço nada da Charlotte Brontë, o que é uma vergonha porque eu estudei literatura de língua inglesa na faculdade - não me julga, por favor! Hahahahaha Adorei a resenha <3

    Dá uma passada no meu blog quando puder:
    http://sinapseliquida.blogspot.com/ <3

    ResponderExcluir
  20. As irmãs Beonte são muito bem faladas no meio literário, eu fiquei com um pé atrás depois do fracasso da minha leitura do livro da Emily, o morro dos ventos uivantes mancha minha lista de leitura como um dos poucos livros que não consegui levar a diante e acabei abandonando... Vou tentar não julgar Charlote pela minha má experiência com Emily e dar uma chance a sua obra assim que possível.

    Abçs
    Sou bibliófila

    ResponderExcluir
  21. Oi, tudo bem?
    Adorei a premissa dessa história! Amo ler Clássicos e ainda não tive a oportunidade de ler Jane Ayre, apesar de ter muita vontade.
    Achei muito bacana o fato de a protagonista ser órfã, mas mesmo assim conseguir seguir honestamente mesmo que passando por dificuldades, mas sem nunca ir contra os seus princípios.
    Espero ter oportunidade de ler esse clássico em breve!

    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  22. Chocada aqui. Primeiro, não sabia que a autora é irmã da Emily e segundo... Não sabia da existência do livro. Ano passado eu assisti o filme e gostei muito, até mesmo meu marido gostou, pensei que só existia o filme, e agora estou diante da resenha (que por sinal está muito bem escrita) do livro.
    A Aione sempre indicando livros maravilhosos em.... Então amei e vou ler sim, E você já viu o filme??? Recomendo ♥

    ResponderExcluir
  23. Olá linda,

    Estava procurando romances de época para ler no mês que vem que sejam clássicos para o projeto que estou participando e Emily caiu como uma luva e como sei que ela é uma diva assim como Jane Austen.

    Beijos
    Joanice Oliveira

    ResponderExcluir
  24. Oii!
    Nunca li nada da autora e nenhum clássico! Já conhecia o livro, mas nunca despertou minha curiosidade. Acho que sofreria muito com os personagens, já que a autora não tem pena de fazê-los sofre rs :'( Amei a resenha ♥

    Beijão!
    http://loucaspaginasblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  25. Ola, Leticia.

    Excelente resenha de Jane Eyre, apontando a relação entre os personagens e o mistério da trama. Eu mesmo terei que estudar um pouco do livro e ler um artigo da Virginia Woolf sobre na minha faculdade de literatura. Os clássicos sempre tem algum fator muito bom que sustenta toda a obra pelo tempo e sua definição no início foi "spot on". Parabéns pelo trabalho.

    Abraços,

    Rodrigo Lopes
    www.literaturaempauta.com.br

    ResponderExcluir
  26. Nossa não sabia que a Emily tinha uma irmã que também escrevia e que ainda por cima tem um livro considerado clássico na literatura. Fato interessante esse.
    Eu não gosto de romances de época, mas o enredo parece bem legal. Ainda mais por a personagem ter sofrido tanto na infância e aos dezoito anos foi encontrar seu caminho com garra e determinação. Ou seja tem uma personalidade forte e marcante. Não gosto de personagens femininas muito bobinhas..
    Acho que vou ler esse livro mesmo não curtindo romance para saciar minha curiosidade.
    Bj
    Camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir
  27. Olá Leticia,
    Ao contrário de você, adoro O Morro dos Ventos Uivantes, é um livro incrível, em minha humilde opinião.
    Gostei de saber um pouco mais sobre Jane Eyre, que é um livro que me deixa bastante intrigada. Há mesmo um gostinho de ver um histórico escrito por quem, de fato, viveu na época, pois acho que torna tudo mais palpável.
    Espero ter a oportunidade de ler Jane Eyre e me apaixonar.
    Beijos
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  28. Oi Leticia, eu nunca li nenhum clássico e confesso que no momento não tenho vontade de conhecer, claro que achei o livro muito bom pela sua resenha, e está muito bem construída, meus parabéns. Só acho que não está na minha hora ainda, sabe?

    Beijos

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/03/resenha-sombras-do-mundo.html

    ResponderExcluir
  29. Duas irmãs que foram super talentosas e tem razão dos livros serem clàssicos. O morro dos ventos uivantes eu li umas 3 vezes, mas Jane Ayre não li ainda apesar de conhecer a história. Com certeza vou ler quando tiver a oportunidade. A capa ficou linda, mas fico imaginando como seria a primeira capa desse livro, é uma curiosidade que vou pesquisar.

    ResponderExcluir
  30. Amiga olha eu ainda não entrei nessas leituras clássicas não.
    Mas mesmo assim espero poder ter a oportunidade, porque eu gostei muito da sua resenha e como sempre muito bem escrita por sinal. Mas ando tão desanimada que ando até querendo parar de ler um pouco sabia? Mas mesmo assim vou ver se sigo adiante, porque se eu parar não volto mais. Mas mesmo assim quero te dizer que estou muito feliz por você, principalmente pelas conquistas que seu blog tem conseguido. Daria tudo pra ter conseguido com a RECORD uma parceria, masssss, nem sempre é como gostariamos né? Mas mesmo assim parabens mesmo por tudo =]

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/03/memorias-literarias-7-por-que-nao.html

    ResponderExcluir
  31. Olá, acho que essa é a primeira resenha que vejo sobre esse livro e o primeiro post que vejo sobre a autora, só tinha ouvido falar de sua irmã. Me parece uma história interessante e é um livro que vou considerar em minhas próximas leituras já que gosto bastante do gênero.

    ResponderExcluir
  32. Muito interessante a autora já ter um pensamento diferente dos machistas daquele época antes mesmo de o feminismo ganhar força pelo mundo. Jane Eyre parece incrível, com um clássico atual e uma ótima história! Um amigo meu leu e amou, super recomendou. Ansioso para poder ler. Abraços

    ResponderExcluir
  33. Olá!

    Apesar de ter esse livro a um tempo, ainda não li! Li O Morro dos Ventos Uivantes e é um dos meus preferidos! Amo a melancolia dele e amo toda a tragedia. Não tive outros contatos com clássicos do gênero, preciso ler mais!
    Essa capa do seu, é uma das mais lindas que já saiu!

    Bjus
    Blog Fundo Falso

    ResponderExcluir
  34. Oiiie,

    Adoro Clássicos, pois retrata uma cultura diferente da que eu vivo e isso eu gosto muito, de conhecer o novo. Mas ainda não li nada da Charlotte, queria ter esse livro para ler (tb vi a Aione falando rs), tenho o Morro dos Ventos Uivantes, mas ainda não o li, apesar de amar, quero ler quando estiver em paz, para apreciar, sem correria.

    Bjs

    ResponderExcluir
  35. Olá.

    Até agora só li um livro das irmãs Brontë, que foi "O Morro dos Ventos Uivantes" amei o livro, é um dos meus preferidos. Sempre tive vontade de ler esse livro, mas só assisti ao filme. Espero ter a chance de ler o livro e gostar tanto quanto gostei de "O Morro dos Ventos Uivantes".

    Beijos.

    ResponderExcluir
  36. Amo os livros das irmãs Brontë, mas esse ainda não li. O morro dos ventos uivantes, de Emily, é o meu preferido. Vou anotar o título do livro para ler assim que possível. Parece ser uma ótima leitura, um clássico bem ao meu agrado. Gostei muito da sua resenha, parabéns!

    Tatiana

    ResponderExcluir
  37. Olá

    Não conhecia o livro,nem a autora,nem o livro da irmã dela eu nunca li, mas gostei da premissa, a capa por si só já chama atenção, sobre uma história, uma vez me disseram que geralmente mulheres a frente de seu tempo era quase sempre lembradas por coisas ruim, e realmente tem alguns livros que são assim mesmo, mas pela sua resenha o bom desse livro é porque é justamente o contrário, ela se destaca por coisas boas, por ser bem sucedida mesmo com sua triste história de vida, o que me deixou com muita vontade de ler esse livro,adorei a resenha.


    Bjss

    ResponderExcluir
  38. Eu AMO ler livros clássicos! Li Jane Eyre Ano passado e me apaixonei pela história de Edward e Jane, pretendo reler o livro esse ano! Se gostou de Jane Eyre, leia O Morro dos Ventos Uivantes,(se ainda não leu) pois é um livro igualmente convincente.

    ResponderExcluir
  39. Gente, amei a resenha!! Ultimamente estou tentando ler mais clássicos e esse já estava na lista, agora vou tentar encaixar ele nas minhas próximas leituras *-*. Adorei o que você descreveu dele, e fiquei super curiosa ao saber que tem mistério nesse livro, eu adoro isso. Espero gostar desse livro tanto (ou mais k) que você. Beijo :)

    ResponderExcluir
  40. Eu adoro clássicos e ainda não li esse, então a resenha foi ótima porque já sei que preciso colocá-lo em minha lista. Sem contar que essa aura de mistério que está em toda a narrativa deixa tudo ainda mais interessante, né? Quero ler!

    www.nemteconto.org

    ResponderExcluir

Seja bem-vindo ao meu blog.
Sua opinião é muito importante, mas se lembre que respeito é bom e eu gosto!
Seguiu? Deixa o link que eu sigo de volta. E também retribuo os comentários.

Obrigada por vir até meu cantinho!