F

16 janeiro 2015

Resenha - O preço da paixão

Título: O preço da paixão
Autora: Susan Hardy
Editora: Nova Cultural
Páginas: 122
Gênero: Romance
Ano: 2004

Sinopse: Katherine não se lembra de nada: nem do tornado que atingiu seu carro nem da pancada na cabeça, nem sequer de seu nome. Tudo o que sabe é que, desde o momento em que um sexy fazendeiro do Kansas, Tom, e seu cativante filho de cinco anos, Jamey, a acolheram, ela tem se sentido peculiarmente em casa. E quando Tom a envolve nos braços fortes, Katherine começa a acreditar que é exatamente ali o seu lugar. Tom não pensou duas vezes para socorrer a vítima do tornado... tampouco hesitou em lhe oferecer um lugar para ficar. Ainda se recobrando de um divórcio traumático, ele não está preparado para o turbilhão de sentimentos que a misteriosa mulher lhe provoca, nem para o anseio de mantê-la a seu lado a qualquer preço!





Khaterine sofre um acidente, quando um tornado atinge seu carro. Sem lembrar, nem mesmo seu nome, ela foi resgatada por Tom e seu filho Jamey. Sem ter para onde ir, já que devido ao acidente, ela perdeu a memória temporariamente, e sem documentos que comprovassem sua identidade, ela ficou sem rumo.

Tom, um fazendeiro divorciado, se comoveu e disse que ela poderia ficar em sua casa, até ela começar a se lembrar de quem era. Mas, o xerife da cidade, desconfiava que ela poderia ser uma criminosa, e estava fingindo ter perdido a memória, somente para escapar da polícia, uma vez que o carro dela estava com a placa riscada.

Mas Tom não conseguia acreditar na teoria do xerife, e deixou Khaterine, que passou a ser chamada de Dorothy pelo pequeno Jamey, ficar hospedada em sua fazenda por dias. O problema é que os dois estavam se envolvendo, mas com medo de ir a diante, pois não sabiam que vida ela poderia ter antes de perder a memória. E se fosse casada, e tivesse filhos esperando-a?

Com o passar dos dias, ela só tinha uma certeza: não importava quem ela era, ou que vida ela teria, só queria saber do que viria pela frente, e de estar ao lado de Tom. Mas, para a infelicidade do fazendeiro, sua memória de repente começou a voltar...

''Através de sua pele áspera pelo trabalho, o contato dos cabelos daquela mulher anonima produziu-lhe um turbilhão de emoções conflitantes, nem todas agradavéis. Havia assim tanto tempo que não tocava os cabelos de uma mulher?'' (p. 11)

A narrativa é feita em terceira pessoa. E gostei muito da escrita de Susan. A diagramação é bem simples, com folhas amareladas. As letras e os espaçamento estão confortáveis para leitura. A capa combinou muito com os personagens. Mas essas capas nunca mudam, nossa!

Gostei dos personagens, e ao contrário de muitas outras mocinhas, essa não me irritou. Tom, sem dúvida alguma, é mais um homem lindo, corpo atlético..e tudo mais que nunca falta nesse tipo de livro. Mas tem outras qualidades também. Só achei que, quando Khaterine perde a memória, ela reage com muita calma, achei que isso poderia ter sido melhor trabalhado.

Esse é um romance totalmente clichê. Mas, é bom quando se quer ler algo mais simples, em uma única tarde. Não recomendo a leitura para quem não curte o gênero. 

* Esse é o terceiro livro lido na Maratona Literária #euTôDeFérias


Siga o blog nas redes sociais:
 Facebook  |  Skoob  |  Twitter  | Youtube | Instagram

9 comentários:

  1. Oi, Leticia!

    Definitivamente não faz meu gênero x.x É o tipo de livro que eu não leria, ainda mais por conta da capa. O enredo não me interessou também. E como você disse, é clichê. Preferencialmente passo longe x-x Mas sua resenha foi bem sucinta e esclarecedora. O problema é comigo mesmo, que não curto nada o gênero.
    Já segui o blog e curti a page. A sua visitinha é muito importante no Me Livrando, tá bem?

    Com carinho,
    Celly.

    http://melivrandoblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Nossa!!! Agora sei que estou ficando mais velha, li esse livro a muito tempo e lembro que gostei muito e talvez voltasse a ler. Concordo que esse tipo de livro é perfeito para passar uma tarde, relaxando a mente, pois não requer muito esforço da mente. Até hoje sou fascinada por esses livros e sempre que leio um, acabo suspirando ao terminar o livro.

    http://sonhoseaventurasdeamor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi Le

    Nossa li muitos romances de banca quando era adolescente kkkk eu adorava ler esses romances eram super fáceis de ler e em uma tarde lia 2 livros até rsr hoje em dia não gosto mais mas fizeram uma boa parte das minhas tardes mais animadas.

    Beijos
    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oii!

    Gosto de romances clichês, e já quero ler esse livro,rsrs.
    Só não curti muito a capa. :/
    beijo
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  5. Eu já não curto esse tipo de literatura, clichês não me atraem, fico feliz que está na Maratona tbm, espero que a gente consiga ler os dez livros rsrs

    http://dailyofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Ooii Leticia!!
    Adoro livros clichês, mas confesso que esse não chamou tanto a minha atenção. Me lembrou um pouco Nicholas Sparks >.< Nada a ver, né? hahahah
    Beijos!

    http://our-constellations.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Esse estilo de romance, com uma ar de banca, realmente é banhado em clichê; até porque clichê vende. rs
    Não é o tipo de livro que leio constantemente, mas acho que daria uma oportunidade futuramente.
    Excelente resenha.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de janeiro. Você escolhe o livro que quer ganhar!

    ResponderExcluir
  8. Oi Letícia, tudo bem?
    esses romances de banca são mega clichês mesmo, rs, mas eu adoro.
    E gosto principalmente quando o mocinho é um fofo, porque já não tenho muita paciência para aqueles ogros que passa o livro todo xingando e ofendendo a mocinha,r s
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Adorei a resenha, o livro parece ser bem interessante, mas admito que não é meu tipo de livro.
    Bjs. Seguindo

    http://enfoqueliterarioo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Seja bem-vindo ao meu blog.
Sua opinião é muito importante, mas se lembre que respeito é bom e eu gosto!
Seguiu? Deixa o link que eu sigo de volta. E também retribuo os comentários.

Obrigada por vir até meu cantinho!