F

25 janeiro 2015

Resenha - Na ponta do leque

Título: Na ponta do leque
Autora: Jocelyne Godard
Editora: Primavera Editorial (Selo Primavera)
Páginas: 452
Ano: 2013
(Parceria com a editora)
Sinopse: Em uma manhã de primavera dos anos 1000, Yasumi deixa sua província de Masushi levando como bagagem somente uma bolsa com um quimono, alguns hashi, um pequeno altar budista, um leque e um sabre. A estrada que leva à capital é longa e cheia de perigos. Mas Yasumi, a quem não falta audácia nem determinação, quer reencontrar um pai que não conheceu e reabilitar seu nome ante a grande família Fujiwara, tão ponderosa na corte. Com a ajuda e a companhia da soberba égua Longa Lua, Yasumi, jovem temerária, primitiva e um pouco bárbara, ao chegar em Kyoto, deve se curvar aos costumes de uma corte extremamente letrada e re nada, na qual o peso da maquiagem, as cores das roupas sobrepostas e o manejo do leque, na ponta do qual se coloca poemas, são os símbolos de uma cultura suprema. Enquanto os Fujiwaras dominam o reinado, Yasumi vive o grande amor de sua vida e conhece as mulheres mais eruditas da época. Envolta em uma engrenagem inesperada, sua vida avança a um destino insólito. Na ponta do leque permeia diferentes culturas, especialmente a japonesa, a qual é transpassada pela cultura francesa, nacionalidade da autora do livro, Jocelyne Godard.





Yasumi é uma japonesa que foi criada somente pela mãe. Ela nasceu em uma época em que a cultura de seu país, permitia que o homem tivesse várias mulheres. Não aceitando isso, sua mãe resolveu criá-la sozinha.

Os anos passam, e Yasumi cresce. Aos 18 anos de idade, sua mãe e tio, dono da casa onde moravam, já havia falecido, e ela resolve viajar até a capital, Kyoto, para então encontrar seu pai, que nem sequer conhecia, e retomar seu lugar de direito na sociedade. Com apenas uma mala, e pouquíssimas coisas na bagagem, ela terá que enfrentar muitos obstáculos até chegar ao destino pretendido.

Acompanhamos a jornada de Yasumi, que possui muita sabedoria para lidar com os contratempos, já que foi criada como se fosse um garoto pelo seu tio. Mas ela também terá que enfrentar a fúria de seu pai, que dificilmente acreditará nela, e de toda sua família, pois ela é, afinal, uma herdeira do trono.

''Sim! A esperança, o entusiasmo e a esfuziante energia da jovem abateriam as montanhas, fariam cair os obstáculos, subverteriam as colinas e aplainariam os caminhos.'' (p. 37)

A narrativa é feita em terceira pessoa. É meu primeiro contato com a escrita da autora e gostei muito. Os diálogos dos personagens são um pouco formais. A autora não poupa em detalhes, e este livro deve ser lido com calma, para que o leitor possa absorver um pouco de conhecimento sobre a cultura japonesa.

A diagramação da editora mais uma vez está perfeita. As folhas são amareladas, e as letras em tamanho confortável. A capa também é linda, e me chamou muita atenção.



Como gosto muito de livros que falem de outra cultura, não pensei duas vezes quando solicitei o livro para a editora. No começo, a história é um pouco parada, e não conseguia entender direito alguns acontecimentos. São muitos nomes, e além disso, pronunciá-los pode ser difícil. Mas lendo com muita atenção o começo do livro, é o suficiente para entender melhor o resto que é contado, pois no decorrer das páginas a leitura vai se tornando muito fácil.

''Quando a lua está escondida atrás das montanhas, ninguém sabe como ela vai surgir por detrás delas.'' (p. 124)

Recomendo para quem gosta de livros assim, pois Yasumi vive muitas aventuras desde que sai da província de Masushi. Ela sabia que nada seria tão fácil, mas terá que enfrentar obstáculos que nem imaginava. Acostumada a viver de uma maneira, ela descobrirá que os costumes da corte são diferentes. O leitor também acompanha seus sentimentos ao longo da história, e um amor que se forma ao longo de sua viagem.

É um livro que recomendo para quem gosta de conhecer culturas extremamente diferentes da nossa. O leitor nem sempre concordará com tudo, mas terá um conhecimento maior sobre o Japão, e personagens históricos, como a família imperial. Vale a pena ler, mas como disse, com calma, pois o livro possui uma trama recheada de detalhes. Na ponta do leque é um livro muito interessante que com certeza recomendo!

Comprar: Selo Primavera

* Esse é o quarto livro lido na Maratona Literária #euTôDeFérias

Siga o blog nas redes sociais:
 Facebook  |  Skoob  |  Twitter  | Youtube | Instagram


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A autora

Jocelyne Godard é apaixonada pela vida das mulheres célebres, e opta por resgatar aquelas que a História esqueceu. É a autora, entre outras obras, da série em 11 volumes “As Tebanas”, que narra a vida cotidiana das egípcias da 18a dinastia, e de um grande quadro histórico que relata, em duas sagas, o artesanato das prestigiosas tapeçarias reais da Idade Média e da Renascença: Lys en Val de Loire e Les Ateliers de Dame Alix. Publicou, pela Primavera Editorial Na ponta do leque. 

22 comentários:

  1. Olá Leticia tudo bem?

    Esse livro me pareceu muito interessante, mas me chamou mais a atenção pelo nome e a palavra Leque. eu tinha visto por ai na internet e achei bem diferente. Vai entrar pra minha wishlist depois da sua resenha.

    Eu tb tenho um blog e te convido a conhecê-lo, agora estou com um Canal no You Tube. Espero que você goste (e se gostar curta a página do Facebook e se inscreva no Canal)

    http://meninadeparis.com

    Beijos, Fique com Deus

    Dayana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que vai para sua listinha. Depois, se ler, me conte o que achou viu!?
      Obrigada por sua visita e comentário.

      Excluir
  2. Eu ainda não conhecia o livro, mas como gosto de fugir um pouco da rotina, acredito que seria uma boa companhia, conheço pouco do Japão, li acho que apenas um livro que se passava neste país tão diferente do nosso. A capa é mesmo belíssima e só por ela eu já compraria, hehe.
    E como é grande né, mais de 450 páginas. \o/ \o/

    Beijão, Vanessa Meiser
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vanessa..é bem grandinho mesmo o livro.
      Eu gosto de livros que falem de outras culturas, você irá gostar também.
      Obrigada por sua visita e comentário.

      Excluir
  3. A capa é linda, hein?! Assim como vc disse, também gosto de conhecer outras culturas,o que me fez ficar interessada por esse livro! Principalmente pelo fato de falar sobre o Japão,um lugar que admiro, mas que não encontro muitos livros ambientados por lá...

    PS: pra celebrar um dos lançamentos cinematográficos mais esperados do ano, tá rolando sorteio do livro Cinquenta Tons de Cinza lá no blog! Pra participar é bem simples: basta ser seguidor! Corre lá!
    http://maisumapaginalivros.blogspot.com.br/2015/01/promocao-cinquenta-tons-de-cinza.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que o livro interessou. Livros que falam do Japão são sempre interessantes, pelo menos eu acho.
      A capa também me agradou bastante.
      Obrigada por sua visita e comentário.

      Excluir
  4. Oi Le tudo bem?

    Eu gosto muito de livros que mostram a cultura japonesa e realmente a grande maioria deles é bem lento de começar a entender e os nomes são bem complicados mas normalmente são sempre história ricas em detalhes e nos passa sempre uma mensagem legal.

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dressa, tudo bem sim.
      Então, se você gosta, certamente iria gostar desse livro. Pois é, o começo vai com mais detalhes ainda, mas depois a leitura fluiu mais. É verdade, livros assim, geralmente são bem interessantes.
      Obrigada por sua visita e comentário.

      Excluir
  5. Olá!
    Não conhecia o livro, mas essa parece ser uma história que me agradaria, pois gosto de aventuras e de conhecer aspectos de uma outra cultura.

    Leitores Forever

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Cris, que o livro chamou sua atenção.
      Se você já gosta desse tipo de livro, é uma boa dica.
      Obrigada por sua visita e comentário.

      Excluir
  6. Olá, Leticia. Tudo bem?
    O que me chamou a atenção, de cara, foi a possibilidade de conhecer outras culturas através através do livro; o que eu adoro.
    Como a premissa também parece incrível, fiquei com muita vontade de ler.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de janeiro. Você escolhe o livro que quer ganhar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, tudo bem sim.
      Se já gosta de conhecer outras culturas, este livro seria uma ótima dica. Conhecendo o gosto de vocês, sei que iriam gostar.
      Obrigada por sua visita e comentário.

      Excluir
  7. Eu gostei da premissa do livro, parece ser interessante. Mas não sei se eu gostaria de ler. Gosto de livros que mostram outras culturas e hábitos, mas não quando focam demais em descrições e história, e acho que esse pode ser um pouco assim.
    A capa é linda mesmo. Gosto muito das capas da Primavera.
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bru...
      Este livro no começo é bem detalhista e cheio de nomes, mas depois a leitura fluiu e não foca muito em história. Fala muito dos sentimentos da personagem também.
      Quem sabe um dia você leia.
      Obrigada por sua visita e comentário.

      Excluir
  8. Gostei muito da sua resenha. A obra parece ótima, gosto de conhecer outras culturas. E a capa é linda.

    http://blogquerida.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Larissa
      Fico feliz que tenha gostado da resenha. Espero que possa ler o livro.
      Obrigada por sua visita e comentário.

      Excluir
  9. Olá,
    O livro até parece ser bacana, mas confesso que não me interessei muito e nem tive vontade de ler. Não faz muito meu estilo.
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Inês
      Gosto é gosto né!?
      Se o livro não faz seu estilo, nem adianta rs
      Obrigada por sua visita e comentário.

      Excluir
  10. Amei a resenha desse livro !! a historia parece ser bastante interessante!! ja entrou pra minha lista!!
    Tambem amei o seu blog querida!!

    bookmoda123.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sara.
      Muito obrigada, que bom que gostou da resenha. Espero que possa ler o livro um dia.
      Obrigada por sua visita e comentário.

      Excluir
  11. Também acho demais livros que falam de outra cultura. Li quarenta dias sem sombra que fala da cultura sami e tal e achei demais!
    Já me interessei por esse livro. E que capa linda! *O*
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dessa..
      Conhecendo um pouco seu gosto, acho que gostaria desse livro.
      Quem sabe você goste também.
      Obrigada por sua visita e comentário.

      Excluir

Seja bem-vindo ao meu blog.
Sua opinião é muito importante, mas se lembre que respeito é bom e eu gosto!
Seguiu? Deixa o link que eu sigo de volta. E também retribuo os comentários.

Obrigada por vir até meu cantinho!